ATIVIDADES EM DESTAQUE

A Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge) dá início nesta terça-feira, 17/05, à fase de Propostas Vinculantes para alienação de sua participação acionária (23%) na Datora Participações (Datora). A fase de propostas preliminares foi suprimida mediante decisão motivada da diretoria da Codemge, nos termos do Regulamento Interno de Licitações e Contratos da Companhia.

As instituições que manifestaram interesse durante o período da fase de consulta (ocorrida de 25/03 a 29/04) receberam comunicação formal sobre sua habilitação para essa etapa do processo competitivo. Foram habilitados os participantes que cumprem as condições de elegibilidade colocadas no teaser e que enviaram a documentação completa, no prazo indicado. Os habilitados receberão as informações para o acesso ao data room do ativo, contendo demonstrações financeiras, instrumentos jurídicos para formalização da proposta vinculante, informações sobre garantias, agendamento de visita técnica ao ativo, entre outros documentos e informações pertinentes.

Para fins de seleção das propostas, o critério de julgamento utilizado é o de melhor retorno econômico.

Os inscritos devem ficar atentos às informações acerca das próximas fases do procedimento competitivo de alienação, que serão divulgadas no site da Codemge para o público em geral, bem como remetidas por e-mail e disponibilizadas no data room aos inscritos habilitados.



Voltar

Representantes do Governo Estadual apresentam empresa IAS a investidores

A Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge) realiza em Belo Horizonte/MG, no dia 18/5, um roadshow para apresentar o processo de alienação de sua participação (15%) na empresa IAS – Indústria de Aviação e Serviços S.A.

O evento será promovido no Auditório da Codemge, às 10h. A reunião será presencial e também terá transmissão online ao vivo, pelo link: https://bit.ly/3KYNFXf.  Participam das apresentações representantes da Codemge, do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) e da IAS.

A entrada é aberta ao público em geral, conforme limite de capacidade do espaço. Os interessados devem realizar a inscrição para o evento, presencial ou online, pelo link: https://forms.gle/aUkEaVFKshF713Zs6, até 17/5, 18 horas.

Localizada em São José da Lapa/MG, a IAS é especializada em manutenção, reparo e inspeção (MRO) de motores e outros componentes aeronáuticos para a aviação civil e militar, com certificado de Empresa Estratégica de Defesa, outorgado pelo Ministério da Defesa brasileiro. Além de corpo técnico altamente capacitado para o desenvolvimento interno de ferramentas, equipamentos e softwares, a IAS possui parcerias estratégicas com a Rolls-Royce, Pratt & Whitney e Honeywell.

Consulta

Está aberta até 27/5 a consulta de interesse com objetivo de receber manifestações do setor privado para a alienação da participação da Codemge na IAS. Os dados a respeito da oportunidade de investimento, bem como os pré-requisitos para apresentação das manifestações, encontram-se disponíveis neste link.

Roadshows                                                                                         

Esta é mais uma edição da série de roadshows promovida pela Codemge a investidores. A Companhia Brasileira de Lítio (CBL) e a Datora foram ativos da carteira da Companhia apresentados anteriormente. Thiago Toscano, presidente da Codemge, avalia que estas reuniões têm sido produtivas para a geração de negócios em Minas Gerais. “Por meio do programa de gestão de portfólio, estamos ampliando a competividade dos ativos da nossa carteira e buscando alternativas para o melhor uso dos recursos públicos”, afirma.

Programa de Gestão de Portfólio

Com o objetivo de se tornar vetor de soluções para o desenvolvimento do Estado de Minas Gerais, promovendo a conexão entre o público e o privado, a Codemge instituiu em 2021 o Programa de Gestão de Portfólio. A ação, em curso, revisa sua carteira de ativos com foco na simplificação, na eficiência e em garantir maior retorno de suas iniciativas para Minas.

O Programa inclui fundos de investimentos em participações, participações acionárias diretas, projetos de P&D, ativos imobiliários, direitos minerários, entre outros ativos. As oportunidades oferecidas a investidores são divulgadas pelo site da Codemge, em conformidade com a legislação e com as melhores práticas de mercado e de governança corporativa.

Codemge

A Codemge é uma empresa estatal, integrante da administração pública indireta do estado de Minas Gerais, organizada sob a forma de sociedade por ações. Tem como missão contribuir para o desenvolvimento de Minas Gerais, impulsionando estrategicamente a economia mineira. Integrante do Grupo Codemge, do qual a Codemig faz parte, a Companhia é responsável por diversos ativos econômicos, em várias frentes de atuação, enquanto a Codemig se dedica ao nióbio. 

Serviço

Roadshow Codemge IAS
Data e horário: 18/5 (quarta-feira), 10 horas
Local: Auditório da Codemge, à Rua Manaus, 467 – Santa Efigênia – Belo Horizonte/MG
Capacidade: 50 participantes presenciais
Link da transmissãohttps://bit.ly/3KYNFXf



Voltar

Fabricante alemã de equipamentos industriais visita instalações do LabFabITR

O LabFabITR, laboratório-fábrica de ímãs e ligas de terras-raras, recebeu a visita de representante técnico da Hosokawa Alpine, empresa alemã especializada na manufatura de maquinário para indústrias. Durante 10 dias, o gerente sênior de automação da Hosokawa, Tobias Lindenmayr, percorreu o local, em Lagoa Santa/MG, verificando a instalação do moinho de jatos opostos, equipamento produzido pela empresa.

A visita teve como objetivo acompanhar o pré-comissionamento do moinho, momento em que são verificadas as instalações ponto a ponto – conexões elétricas, mecânicas e detalhes da concepção do projeto.

Equipe Codemge acompanha visita do representante da Hosokawa Alpine (da esq. para dir.: Pedro Nunes, Tobias Lindenmayr, Wilson Gonçalves, Thaís Pereira, Carlos Oliveira (Acervo Codemge)

Nas etapas seguintes, o equipamento será testado em funcionamento; primeiramente, com uso de material menos nobre (óxido de ferro), para verificar se o moinho está completamente vedado e se a granulometria obtida está de acordo com a especificada. A aplicação de uma tonelada de óxido de ferro está prevista neste teste. A matéria-prima regular, que é o particulado decriptado por hidrogênio, é inserida na fase final de avaliação.

O moinho faz parte do processo de metalurgia do pó, uma das etapas da fabricação de ímãs e ligas de terras-raras. Seu papel é provocar a diminuição do tamanho das partículas a partir do choque entre elas, impulsionado por jatos opostos de nitrogênio. No tamanho ideal, o material está pronto para a próxima fase de produção, a prensagem.

Imagens esquemáticas do interior de um moinho de jatos opostos e seu funcionamento (Crédito: Hosokawa Alpine)

Laboratório-Fábrica  

O LabFabITR agrega laboratório de ponta e uma linha de produção fabril. Sua estrutura permite disponibilizar serviços que abrangem desde a criação de um novo produto até a sua industrialização, seja na forma de protótipo ou por meio da produção em pequenos lotes. A capacidade produtiva foi projetada para 23 toneladas/ano, podendo chegar a 100 ton/ano em 10 anos de operação. Neste momento, o LabFabITR está realizando a instalação e a contratação de serviços de instalação de equipamentos.

Empresas interessadas em parcerias para o desenvolvimento de ímãs permanentes de terras-raras ou no investimento do negócio podem entrar em contato por meio do e-mail codemge@codemge.com.br.

Outras informações sobre o empreendimento podem ser obtidas no site: www.labfabitr.com.br.

Histórico

Criado em 2015, no âmbito das iniciativas de tecnologia da Codemge, o LabFabITR tem o potencial de suprir parte da demanda nacional pelos ímãs sinterizados de neodímio-ferro-boro (NdFeB), componentes utilizados em equipamentos como veículos e geradores elétricos de alta eficiência. Suas obras foram iniciadas em dezembro de 2017 e concluídas em junho de 2021, em um terreno de 9.645 m², de propriedade da Companhia.

Codemge

A Codemge é uma empresa estatal, integrante da administração pública indireta do estado de Minas Gerais, organizada sob a forma de sociedade por ações. Tem como missão contribuir para o desenvolvimento de Minas Gerais, impulsionando estrategicamente a economia mineira. Integrante do Grupo Codemge, do qual a Codemig faz parte, a Companhia é responsável por diversos ativos econômicos, em várias frentes de atuação, enquanto a Codemig se dedica ao nióbio. 



Voltar

Em 2022, a Rodoviária de BH registrou, no período comemorativo do Dia das Mães, no intervalo de quatro dias (de sexta, 6/5, a segunda-feira, 9/5), fluxo de mais de 96 mil pessoas passando pelo Terminal, entre embarques e desembarques. Esse volume representa 84% de crescimento na quantidade de passageiros verificada na mesma data comemorativa em 2021 (mais de 52 mil pessoas). Comparando-se os dados de 2019, quando não havia a pandemia de coronavírus, com 2022, o fluxo de pessoas registrado no feriado neste ano ainda é menor: em torno de 13% a menos do que o volume registrado no dia das Mães em 2019, quando mais de 111 mil passageiros transitaram pelo local.

Houve 1.789 partidas (cerca de 36% a mais que em 2021 e de 30% a menos que em 2019) e 1.798 chegadas de ônibus (em torno de 37% a mais que em 2021 e de 28% a menos que em 2019), além de 48.745 passageiros embarcando (em torno de 83% a mais que em 2021 e de 18% a menos que em 2019) e 47.307 pessoas desembarcando (aproximadamente 84% a mais que em 2021 e 8% a menos que em 2019). Clique aqui para ter acesso ao detalhamento dos dados.

Para outros estados, as cidades mais procuradas este ano foram: Rio de Janeiro, São Paulo, Campinas, São José dos Campos, Vitória e Brasília. Em Minas Gerais, os destinos mais buscados foram: Divinópolis, Conselheiro Lafaiete, Itabira, Governador Valadares, Montes Claros, São João del-Rei, Viçosa, Teófilo Otoni, Ouro Preto, Ipatinga, Montes Claros, Uberlândia, Pirapora e Juiz de Fora, além do Aeroporto de Confins.



Voltar

Em 2022, a expectativa de movimento na Rodoviária de BH para a data comemorativa do Dia das Mães (8/5), considerando-se o intervalo de quatro dias (de sexta-feira, 6/5, a segunda-feira, 9/5), é de que aproximadamente 85 mil pessoas passem pelo Terminal, entre embarques e desembarques. Esse volume representa 62% de crescimento na quantidade de passageiros verificada na mesma ocasião em 2021 (cerca de 52 mil pessoas). Comparando-se os dados de 2019, quando não havia a pandemia de coronavírus, com a expectativa para 2022, o fluxo de pessoas esperado para este ano ainda é significativamente menor: em torno de 23% a menos do que o volume registrado no mesmo período de 2019, quando mais de 111 mil passageiros transitaram pelo local.

A expectativa para 2022 é de que haja 1.716 partidas (cerca de 30% a mais que em 2021 e de 33% a menos que em 2019) e 1.670 chegadas de ônibus (em torno de 28% a mais que em 2021 e de 33% a menos que em 2019), além de 43.615 passageiros embarcando (perto de 64% a mais que em 2021 e de 26% a menos que em 2019) e 41.294 pessoas desembarcando (cerca de 61% a mais que em 2021 e 20% a menos que em 2019).

Para outros estados, as cidades mais procuradas este ano são: Rio de Janeiro, São Paulo, Campinas e São José dos Campos. Em Minas Gerais, os destinos mais buscados são: Almenara, Governador Valadares, Teófilo Otoni, Lavras, Divinópolis, Conselheiro Lafaiete, Ipatinga, Montes Claros, Viçosa, Itabira e Juiz de Fora, além do Aeroporto de Confins.

Clique aqui e veja os dados detalhados dos dois anos anteriores e da previsão para este ano.v

Orientações aos passageiros

Devido à pandemia, a Administração da Rodoviária de BH solicita a cooperação dos usuários no sentido de que apenas quem for viajar entre no Terminal durante este período. Após as 23h30, o acesso é restrito a usuários com passagens, com entrada concentrada entre as plataformas D e E.

As empresas de transporte têm adequado linhas de viagem e horários, sendo importante que o passageiro as consulte previamente para confirmar as viagens disponíveis. O uso de máscaras, durante toda a permanência no Terminal e no interior dos ônibus, também é imprescindível, assim como manter o distanciamento adequado.

A Rodoviária de BH tem adotado várias medidas preventivas e educativas, em alinhamento com as diretrizes legais e em favor do bem-estar dos usuários. Outras informações estão disponíveis em: www.rodoviariadebelohorizonte.com.br/noticias/nota-rodoviaria-de-bh-e-coronavirus.



Voltar

Iniciativa viabilizada pela Companhia possui capacidade anual de produção de 24.000 testes rápidos para diagnóstico de covid-19

Representantes da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge) visitaram os laboratórios da empresa mineira de biotecnologia Detechta, localizados no Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BH-TEC). A ida teve como objetivo percorrer as instalações após o término das obras de melhoria, viabilizadas com recursos da Codemge e concluídas no final de 2021.

Idealizada pelos professores Ricardo Tostes Gazzinelli e Flávio da Fonseca, do Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), e pela professora Ana Paula Fernandes, da Escola de Farmácia da UFMG – pesquisadores do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Vacinas (INCTV), a Detechta atua na produção de vacinas e em diagnósticos in vitro, tanto para o mercado humano quanto para o animal.  

Em 2020, a Codemge estabeleceu acordo de parceria com a empresa para desenvolvimento de testes para diagnóstico de covid-19, com o objetivo de colaborar com o enfrentamento da pandemia do coronavírus, além de incentivar a pesquisa e a inovação no estado. A Companhia aportou R$ 500 mil no projeto. O incentivo viabilizou a finalização do desenvolvimento dos testes, com foco na produção e comercialização, além da internalização da produção de proteínas recombinantes e o controle de qualidade dos testes para registro dos produtos nos órgãos reguladores.

1º lote do protótipo dos testes ELISA para diagnóstico do coronavírus (Acervo Codemge)

Durante a visita, representantes da Detechta apresentaram os espaços e o protótipo do primeiro lote do teste ELISA desenvolvido pela empresa, uma das entregas do projeto. Os laboratórios têm capacidade de produção anual de 24.000 testes rápidos de covid-19. A estrutura está em fase pré-comercial, com ajustes em andamento para obtenção da certificação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

Codemge

A Codemge é uma empresa estatal, integrante da administração pública indireta do estado de Minas Gerais, organizada sob a forma de sociedade por ações. Tem como missão contribuir para o desenvolvimento de Minas Gerais, impulsionando estrategicamente a economia mineira. Integrante do Grupo Codemge, do qual a Codemig faz parte, a Companhia é responsável por diversos ativos econômicos, em várias frentes de atuação, enquanto a Codemig se dedica ao nióbio



Voltar

Protocolo de Intenções celebrado entre Codemge, Município e Câmara de Araxá prevê também a execução de obras para melhorias no complexo

A Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge) está destinando ao Município de Araxá as áreas onde estão localizados o Lago Norte e a Vila do Artesanato, incluindo o estacionamento e a área de lazer. O Protocolo de Intenções, celebrado entre a Codemge, a Prefeitura e a Câmara Municipal, busca efetivar a doação dos terrenos, localizados na região do Barreiro, e prevê ainda a execução de obras pela Companhia para melhorias no complexo.

Entre essas ações, está a instalação de marquises e estandes fixos no pavilhão da Vila do Artesanato, além das obras de terraplenagem e pavimentação asfáltica com vistas à implantação de estacionamento para 221 veículos e 50 motocicletas, no terreno localizado próximo ao Castelinho. Está prevista também a construção da área de lazer, no terreno destinado ao estacionamento.

Os projetos de todas essas intervenções foram previamente aprovados pelo Município. Os investimentos da Codemge nas obras totalizam R$ 3,8 milhões. A estimativa é concluí-las até o primeiro trimestre do próximo ano.

De acordo com o Protocolo de Intenções, a Prefeitura Municipal está responsável por elaborar projeto de lei para recebimento da doação e encaminhá-lo à Câmara de Vereadores, visando à sua conversão em lei.

À Câmara de Araxá, caberá analisar o projeto de lei enviado pela Prefeitura para sua conversão em lei municipal. O objetivo é formalizar a autorização do Poder Legislativo para a concretização do objeto pactuado. A expectativa é de que a doação seja legalmente efetivada ainda em 2022.

Para a execução do Protocolo de Intenções, não haverá transferência de recursos financeiros entre os partícipes. Os serviços decorrentes desse vínculo cooperativo serão prestados em regime de cooperação mútua, não cabendo remunerações.

Para todos verem: imagem aérea destacando os terrenos a serem doados

Equipamentos doados

O Protocolo de Intenções abarca a doação dos terrenos onde estão localizados os equipamentos: Vila do Artesanato, estacionamento, área de lazer e Lago Norte. Com a municipalização desses espaços, objetiva-se potencializar o desenvolvimento socioeconômico da região, bem como permitir que a comunidade desfrute de serviços de cada vez mais qualidade e de ambientes sempre preservados e adequados à realidade local. A administração municipal poderá fomentar o uso estratégico e eficiente das áreas doadas.

A Vila do Artesanato constitui um importante espaço voltado para divulgação, exposição e comercialização de produtos artesanais. O empreendimento, implantado pela Codemge, contribui para fortalecer o artesanato e a culinária na região, dando uma atração adicional ao Parque do Barreiro, que recebe turistas de diversas localidades.

O Lago Norte faz parte do complexo que compõe o entorno da Vila do Artesanato. No local, há bebedouros, banheiros, calçadas, bancos de madeira e postes de iluminação, por exemplo.

Até que a destinação das áreas ao Município seja efetivada por lei, a Codemge segue responsável pela manutenção desses espaços.

Para todos verem: Vila do Artesanato, em Araxá
Para todos verem: Vila do Artesanato, em Araxá
Para todos verem: Lago Norte, em Araxá

Codemge

A Codemge é uma empresa estatal, integrante da administração pública indireta do estado de Minas Gerais, organizada sob a forma de sociedade por ações. Tem como missão contribuir para o desenvolvimento de Minas Gerais, impulsionando estrategicamente a economia mineira. Integrante do Grupo Codemge, do qual a Codemig faz parte, a Companhia é responsável por diversos ativos econômicos, em várias frentes de atuação, enquanto a Codemig se dedica ao nióbio.

Com o objetivo de se tornar vetor de soluções para o desenvolvimento do Estado de Minas Gerais, promovendo a conexão entre o público e o privado, a Codemge instituiu em 2021 o Programa de Gestão de Portfólio. A ação, em curso, revisa sua carteira de ativos com foco na simplificação, na eficiência e em garantir maior retorno de suas iniciativas para Minas. O Programa inclui fundos de investimentos em participações, participações acionárias diretas, projetos de P&D, ativos imobiliários e direitos minerários, entre outros. Outras informações: www.codemge.com.br.



Voltar

A Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais realizou, de 29 de março a 13 de abril de 2022, consulta pública para receber comentários e contribuições aos textos da Política Anticorrupção, Política de Compliance, Política de Gestão de Riscos nas Licitações e Contratos, Política de Divulgação de Informações e Política de Gestão de Riscos, que haviam sido aprovadas pelo Conselho de Administração da Codemge em 22 de março de 2022.

Finalizado o prazo, a Codemge não recebeu manifestações e contribuições da população. As versões finais das políticas podem ser acessadas neste portal, no menu Estatuto Social e Políticas.

As principais alterações nos textos das políticas visaram a adequar os normativos ao atual contexto da Companhia, incorporando aperfeiçoamentos textuais e melhores práticas, conforme listado abaixo:

Política Anticorrupção: inclusão de citação do Decreto Federal nº 8.420/15, que regulamenta a Lei Federal 12. 846/13, e adequação do item 6, com a atualização dos Princípios da Companhia;

Política de Compliance: inclusão dos itens 3.f e 9, relativos à adequação à Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (Lei nº 13.709/2018); adequação dos itens 6.2 e 6.3, com a divisão de atribuições da unidade de controle interno entre Auditoria Interna e Gerência de Integridade, Conformidade e Gestão de Riscos; alteração do item 8, com atualização dos canais de comunicação e ouvidoria;

Política de Gestão de Riscos nas Licitações e Contratos: inclusão de fundamentação normativa no item 4;

Política de Divulgação de Informações: revisão do conteúdo dos itens 6.1 e 10.6 para atualização dos canais de comunicação e das atribuições da Gerência de Integridade, Conformidade e Gestão de Riscos (Gicor);

Política de Gestão de Riscos: revisão no item 4.1 para atualização da definição de riscos, conforme norma ISO 31000 e atualização das categorias de riscos.

No menu Consultas Públicas, deste portal, estão compiladas informações relativas a Consultas Públicas já abertas pela Companhia.



Voltar

O público poderá visitar a Exposição “Esculturas no Parque”, de Amilcar de Castro, enquanto aprecia a vista para a Serra do Curral

O Palácio das Mangabeiras, agora Parque do Palácio, abriu as portas ao público nessa quarta-feira, 27 de abril, com a exposição “Esculturas no Parque”, de Amilcar de Castro. O espaço oferece uma grande área de lazer, além de experiências artísticas, culturais e gastronômicas, em meio aos jardins projetados por Burle Max e uma linda vista para a Serra do Curral.

“Trazemos a proposta de unir arte, natureza, boa mesa a um patrimônio histórico, arquitetônico e paisagístico singular de Belo Horizonte, onde o visitante poderá se sentir seguro e revigorado, seja contemplando ou vivenciando as atrações que farão parte da programação. A primeira delas é a exposição de Amilcar de Castro, um dos maiores artistas mineiros de todos os tempos e um dos mais significativos da arte brasileira do século XX”, destaca o gestor do espaço, João Grillo.

Para todos verem – Imagem de parte da exposição “Esculturas no Parque” de Amílcar de Castro. Foto: Leca Novo.

A exposição “Esculturas no Parque”, aprovada pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, conta com o patrocínio da Gerdau, Detronic e Divinal Vidros, e reúne 20 esculturas de grande porte – entre quatro e sete toneladas – distribuídas em uma área de quatro mil metros quadrados nos jardins do Palácio. São obras de corte e dobra feitas em aço e esculturas de corte também em aço, cedidas em sua maioria pelo acervo do Instituto Amilcar de Castro, além de outras menores, divididas em três pavilhões, com a curadoria de João Grillo.

Palácio das Mangabeiras e a gestão do Parque

Para todos verem – Foto do Palácio. Foto: Acervo Codemge.

Situado na Rua Professor Djalma Guimarães, no Bairro Mangabeiras, o Palácio foi inaugurado em 1955, durante a gestão do então governador mineiro Juscelino Kubitschek. O edifício e sua área adjacente pertencem ao perímetro de tombamento do Conjunto Paisagístico da Serra do Curral, protegido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Desde a inauguração, o local vinha servindo de residência aos chefes do Executivo mineiro. Em janeiro de 2019, o governador Romeu Zema optou por residir em outro imóvel e dar uma destinação mais ampla e democrática ao Palácio, que tem 42 mil metros quadrados de área.

A gestão do Parque do Palácio está a cargo da empresa MultiCult Promoções, por meio de acordo de parceria com a Companhia de Desenvolvimento de Minas Geris (Codemge), Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) e Malab Produções. Desde 2019, o Palácio das Mangabeiras está cedido por convênio à Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge). Por determinação do governo, o objetivo foi implementar ações que agregassem eficiência à administração do espaço, melhor aproveitamento do imóvel e boa gestão dos recursos públicos. A Multicult é a atual gestora do espaço e responde pelos gastos com manutenção, entre outros.

Serviço: Exposição “Esculturas no Parque”
Abertura ao público: 27 de abril
Funcionamento: de quarta-feira a domingo, das 8h às 18h
Ingressos: R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia entrada). Entrada franca às quartas-feiras, mediante retirada de ingresso Sympla.



Voltar

Com o objetivo de aprimorar as condições de acessibilidade na Rodoviária de BH, a Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge) promoveu diversas melhorias e medidas de adequação no local. As obras foram concluídas este mês, com investimentos de aproximadamente R$ 900 mil. As ações realizadas beneficiam a todos os usuários do Terminal, em especial pessoas com deficiência e mobilidade reduzida, além de idosos, obesos e gestantes.

Entre as providências adotadas, destacam-se: instalação de corrimão, guarda-corpo e faixa sinalizadora em degraus, além de pisos táteis e peças com sinalização em braile em plataformas e elevadores, por exemplo; recomposição de rampa; construção de escadas de acesso; reforma das bilheterias com adequação das alturas dos guichês; adequação de altura dos bebedouros; pintura de faixa zebrada para demarcação de tráfego e de símbolo para idosos e pessoas com necessidades especiais em vagas de estacionamento; adaptações em banheiros.

As obras foram executadas pela empresa Lumu Construtora, contratada via licitação pela Codemge, em outubro de 2020 (Modo de Disputa fechado eletrônico nº 44/2020). As ações estão em conformidade com a Norma Técnica de Acessibilidade a Edificações, Mobiliário, Espaços e Equipamentos Urbanos (NBR 9050:2015).

A Codemge completou, em 2022, seis anos à frente da gestão do empreendimento, iniciada em 1º de março de 2016. Nesse período, a Companhia tem trabalhado para oferecer cada vez mais segurança, conforto, mobilidade e bem-estar a seus usuários. Até então, foram investidos mais de R$12 milhões em outras variadas melhorias como reforma dos sanitários públicos, construção de sobrecobertura, construção de auditório, reforma e modernização dos escritórios administrativos, revitalização da infraestrutura elétrica e iluminação e revitalização da pintura da fachada e interior.

No que diz respeito à acessibilidade, a Codemge já havia providenciado a reforma das esteiras rolantes, bem como o conserto e a manutenção permanente de quatro elevadores e a construção de mais dois novos equipamentos para acesso às plataformas de desembarque. Outras informações estão disponíveis no site www.rodoviariadebelohorizonte.com.br.

Concessão da Rodoviária

O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria do Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra), realizou em março licitação para a concessão de serviços públicos da Rodoviária de BH, além de terminais metropolitanos e estações de transferência (Move). A proposta vencedora de R$ 20 milhões foi feita pelo Consórcio Terminais BH, o que representou ágio de 1.829% sobre o valor da outorga mínima proposto no edital. Após a assinatura do contrato, a empresa será responsável pela recuperação, modernização, manutenção e operação dos ativos pelo prazo de 30 anos. Serão investidos ao todo R$ 122 milhões ao longo de toda a concessão, sendo R$ 51 milhões nos 36 primeiros meses.

Para todos verem: entrada da Rodoviária de BH, destacando os corrimãos e os pisos táteis
Para todos verem: entrada da Rodoviária de BH, com faixa para demarcação de tráfego e piso tátil
Para todos verem: entrada da Rodoviária de BH, com destaque para rampas e corrimãos
Para todos verem: parte do estacionamento da Rodoviária de BH, destacando as vagas para pessoas com deficiência
Para todos verem: entrada da Rodoviária de BH, destacando vagas de estacionamento para idosos
Para todos verem: entrada da Rodoviária de BH, com piso tátil em calçada
Para todos verem: área externa ao hall de entrada, mostrando escadas, rampas, degraus sinalizados, corrimãos e pisos táteis
Para todos verem: área externa ao hall de entrada, mostrando rampas, corrimãos e pisos táteis
Para todos verem: escadas que levam à área de desembarque, destacando os corrimãos e a sinalização nos degraus
Para todos verem: área de embarque, com destaque para pisos táteis e com faixas
Para todos verem: hall de entrada, com destaque para pisos táteis e bilheterias reformadas
Para todos verem: hall principal da Rodoviária de BH, mostrando as novas bilheterias com altura adaptada e os pisos táteis
Para todos verem: hall principal, com destaque para pisos táteis e esteira rolante
Para todos verem: mezanino, com destaque para pisos táteis e espaço para cadeirante junto às longarinas


Voltar