ÁREAS DE ATUAÇÃO

Em função do feriado da sexta-feira da paixão, celebrada, este ano, em 19 de abril, o Terminal Rodoviário Governador Israel Pinheiro (Tergip) trabalha com a expectativa de aumento de passageiros em comparação ao ano de 2018, aproximadamente 5% a mais no número de embarques e quase 4% a mais no desembarque. Em contrapartida, a expectativa é de redução cerca de 2% em relação ao número de partidas e chegadas de ônibus se comparado aos números registrados em 2018. A expectativa é de que 3.946 ônibus deixem Belo Horizonte, enquanto 3.952 cheguem à capital mineira (redução de 80 ônibus embarcando e outros 80 desembarcando, em comparação ao ano passado).

A previsão é de que aproximadamente 184 mil pessoas transitem pela rodoviária, no período de seis dias que compreende o feriado deste ano (de 17/04 a 22/04). Estima-se que quase 4 mil partidas e mais de 4 mil chegadas sejam realizadas no Terminal e que mais de 96 mil passageiros deixem a capital mineira, durante esse período.

Os dias de maior movimento para os embarques são quinta-feira (18/04), quarta-feira (17/04) e sábado (20/04), totalizando mais de 60 mil passageiros. Para os desembarques, os dias de maior movimento são segunda-feira (22/04), domingo (21/04) e quinta-feira (18/04) com mais de 58,7 mil passageiros. Clique aqui e veja os dados de anos anteriores e a previsão para este ano.

Os destinos mais procurados são as cidades do Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Vitória (ES), Campinas (SP), São José do Rio Preto (SP), Ribeirão Preto (SP), Cabo Frio (RJ), Guarapari (ES) e  Anchieta (ES). Já as cidades mineiras mais cotadas são: São João del- Rei, Governador Valadares, Ipatinga, Conceição do Mato Dentro, Serro, Poços de Caldas, Alfenas e São Lourenço.

Para organizar o fluxo de trânsito dentro do Terminal, a entrada da rodoviária estará sinalizada com faixa, cones e pintura no chão para orientar os motoristas. Quem for buscar passageiros deverá utilizar as plataformas A, B, C, D. Já quem vai deixar passageiros deve-se dirigir às plataformas E, F, G, H. É importante salientar que é proibido o acesso de táxi vazio à plataforma superior.

O Tergip conta também com uma central de monitoramento por CFTV com mais de 200 câmeras que registram o que acontece nos espaços do Terminal. Além do aumento da segurança, essa central irá auxiliar a fiscalização de trânsito. Os agentes de trânsito que atuarão nas áreas internas da rodoviária poderão aplicar multas aos motoristas infratores.

O Tergip reforça a importância de os pedestres também respeitarem a sinalização e atravessarem nas faixas, com segurança.

Outras orientações estão disponíveis no site www.codemge.com.br/atuacao/terminal-rodoviario/utilidades.



Voltar

O Voe Minas Gerais, Projeto de Integração Regional – Modal Aéreo, inicia, a partir desta segunda-feira (8/4), uma redução programada de rotas em função da baixa ocupação nos voos. A malha aérea foi desativada nos seguintes municípios: Almenara, Araxá, Patrocínio, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Uberlândia, Varginha e Viçosa. Nove cidades com maior taxa de ocupação permanecem sendo atendidas no momento: Araçuaí, Belo Horizonte, Caratinga, Diamantina, Governador Valadares, Ipatinga, Manhuaçu, Patos de Minas e Teófilo Otoni.

Todas as medidas para a redução de rotas estão sendo executadas em plena conformidade legal. Passageiros que já haviam adquirido bilhete estão sendo comunicados com a antecedência mínima de 72 horas, como previsto no regulamento do setor aéreo. Os voos do projeto são realizados em aeronaves Cessna Grand Caravan 208 B, que transportam até nove passageiros. O valor dos bilhetes varia de R$ 120 a R$ 700, de acordo com a distância percorrida.



Voltar

Empresas irão participar do maior salão de negócios de moda do País, em estandes coletivos da Codemge

O Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), anuncia os selecionados para expor no 24º Minas Trend. Oito marcas foram escolhidas, em seleção aberta a empreendedores de todo o Estado, para apresentar e comercializar suas coleções para a primavera/verão 2020 em espaços coletivos. O evento, considerado o maior salão de negócios de moda no Brasil, ocorre de 9 a 12 de abril, no Expominas Belo Horizonte.

Foram selecionados quatro representantes do setor de vestuário, dois produtores de bijuterias e duas marcas de bolsas. A seleção foi feita a partir dos critérios originalidade e design, qualidade de produção e acabamento, capacidade produtiva, possibilidade de expansão do negócio, adequação ao público alvo e apresentação e comunicação da marca.

A escolha é orientada para valorizar profissionais de diversas partes do estado e apoiar iniciativas de maior potencial de contribuição ao desenvolvimento econômico, com geração de empregos, receitas e práticas inovadoras.

Os selecionados

Vestuário

  • Valéria d Valéria – A marca aposta em peças clássicas e ao mesmo tempo contemporâneas, enriquecidas com detalhes e texturas artesanais.
  • By My Hands – A grife de Timóteo apresenta uma moda urbana e minimalista, com peças atemporais e sem distinção de gênero, dentro de uma proposta de sustentabilidade social e ambiental.
  • Um Vestido – Conforto, modelagem simples, pesquisa em tecidos, estampas únicas e preço justo são os pilares da Um Vestido, que busca valorizar a diversidade de corpos, gêneros e estilos de vida.
  • Norb Creative Brand – a Norb propõe uma moda casual, urbana e democrática, sem demarcação de gênero e com peças multifuncionais. A jaqueta estilo “bomber” é carro-chefe da marca.

Bolsas

  • Taciana Scalon – Aposta nos trançados, crochês, bordados a linha e macramê, além de cores marcantes.
  • Sá Handbags – O ateliê de São Lourenço, no sul do Estado, apresenta um trabalho inteiramente artesanal em cartonagem, aliada ao macramê, bordados, e outras técnicas.

Bijuteria

  • Escalda – A marca produz semijoias com formas puras e lapidação diferenciada.
  • Anma Acessórios – Da cidade de Timóteo, a marca produz bijuterias em processo artesanal e estilo minimalista.

Minas Trend

O Minas Trend é realizado pela Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), com parceria da Codemge. Em abril de 2017, a Empresa assinou um convênio com a Fiemg no valor de R$ 3.677.500,00 para garantir a realização de quatro edições do evento em 2017, 2018 e 2019. O Minas Trend é considerado o principal evento nacional de comercialização de moda, com presença de compradores renomados do País e do exterior, que o tornam um espaço privilegiado de projeção e consolidação de grifes locais.



Voltar

Marcas podem fazer parte de estandes coletivos no maior salão de negócios do setor no Brasil; inciativa busca fomentar o desenvolvimento dos pequenos produtores

O Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), oferece mais uma vez aos produtores mineiros de moda a oportunidade de participar do Minas Trend, o maior salão de negócios do setor no Brasil. Empresas de todas as regiões do estado que atuem no setor de vestuário, calçados ou acessórios podem se inscrever no 6º Prêmio Empresa Tendência. Os selecionados na primeira etapa irão expor seus produtos em espaços coletivos inteiramente montados pela Codemge na 24ª edição do Minas Trend, de 9 a 12 de abril de 2019, no Expominas Belo Horizonte.


Na ocasião, as marcas irão apresentar as tendências para a primavera/verão de 2020. Na segunda etapa, entre as empresas já premiadas com a participação no estande coletivo, será selecionado um destaque em cada uma das áreas (vestuário, bolsas/calçados e joias/bijuterias). Os vencedores serão premiados com a cessão e montagem completa de um estande individual para a 25ª Edição do Minas Trend, que acontece em outubro deste ano. As inscrições foram prorrogadas e podem ser feitas até 20 de março de 2019, clicando aqui. Acesse também o regulamento.


A seleção será feita em etapa única por uma equipe curatorial formada por reconhecidos profissionais do setor, que irão analisar os seguintes critérios: originalidade e inovação, adequação dos produtos ao público alvo, capacidade de produção da empresa, potencial de interesse mercadológico e métodos de marketing e comunicação digital (qualidade do site e das redes sociais da marca).


Podem se inscrever empresas mineiras, que sejam pessoa jurídica ou microempreendedores individuais (MEIs). A participação é aberta também a empresas que já se inscreveram ou participaram dos estandes coletivos da Codemge em outras edições, exceto as anteriormente premiadas com estandes individuais.


A inciativa tem o objetivo de fomentar o desenvolvimento dos pequenos produtores da indústria da moda. O Minas Trend atrai compradores renomados do País e do exterior e cria oportunidade para que marcas locais exibam e comercializem seus produtos num espaço privilegiado de projeção e consolidação.


Minas de Todas as Artes e o setor da moda

O Minas Trend é realizado pela Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), com parceria da Codemge. Em 2017, a empresa assinou um convênio com a Fiemg no valor de R$ 3.677.500,00 para garantir a realização de quatro edições do evento em 2017, 2018 e 2019.


O apoio da Codemge ao Minas Trend integra as ações do Minas de Todas as Artes — Programa de Incentivo à Indústria Criativa. A iniciativa estratégica busca fomentar o desenvolvimento de novos negócios que gerem empregos, renda e riquezas para o estado. Até o momento, mais de R$ 50 milhões foram investidos em iniciativas de valorização dos setores de moda, gastronomia, audiovisual, design, música e novas mídias.


A Indústria Criativa constitui a cadeia produtiva composta pelos ciclos de criação, produção e distribuição de bens e serviços que usam criatividade e capital intelectual como insumos primários. A cadeia produtiva da moda oferece importante contribuição à economia do estado. Em 2013, gerou riquezas no valor de R$ 3,3 bilhões. Os dados são de uma pesquisa encomendada pela Companhia à Fundação João Pinheiro. O estudo revelou que, em 2014, os empregos do setor corresponderam a 15,2% da indústria de transformação, e a moda impulsionou a economia de 135 municípios de Minas, onde o setor tem peso maior na produção industrial do que em relação à média do estado.



Voltar

Voos começam nesta segunda-feira, fomentando a integração aérea regional e o desenvolvimento

O Voe Minas Gerais, Projeto de Integração Regional – Modal Aéreo, lança um novo hub conectando Uberlândia aos municípios de Araxá, Patos de Minas e Patrocínio. A novidade foi motivada pela conectividade pré-existente do aeroporto de Uberlândia, em especial em relação à cidade de São Paulo, já trabalhada por aviações comerciais. Além disso, foi verificada demanda do oeste de Minas, bem como potencial do aeroporto em oferecer transporte entre as cidades, Uberlândia e outros pontos do estado e São Paulo. Os voos começam nesta segunda-feira, 11/3. As passagens já estão disponíveis para compra pelo site do projeto, www.voeminasgerais.com.br, e nos aeroportos participantes.

Os horários de decolagem em Patos de Minas para Uberlândia são: segunda-feira, às 7h50 e às 16h15, quarta-feira, às 7h50, quinta-feira, às 16h50, e sexta-feira, às 14h55. De Uberlândia a Patos de Minas, estão disponíveis os seguintes horários: segunda-feira, às 13h20 e às 18h50, terça-feira, às 13h20, quarta-feira, às 13h20, quinta-feira, às 13h20, e sexta-feira, às 19h10. O valor dos bilhetes varia de R$ 370 a R$ 410.

Os horários de decolagem em Araxá para Uberlândia são: segunda-feira, às 11h20, terça-feira, às 8h20, quarta-feira, às 12h, quinta-feira, às 8h20, e sexta-feira, às 11h20. De Uberlândia para Araxá, estão à disposição os seguintes horários: segunda-feira, às 10h20 e às 18h50, quarta-feira, às 10h20 e sexta-feira, às 10h20 e às 19h10. O preço das passagens varia de R$ 310 a R$ 340.

De Patrocínio para Uberlândia, os horários são: segunda-feira, às 16h55, e sexta-feira, às 14h15. De Uberlândia a Patrocínio, estão disponíveis os seguintes horários: quarta-feira, às 10h20, e sexta-feira, às 13h20. O valor dos bilhetes vai de R$ 260 a R$ 290.

Os 17 municípios atendidos atualmente são: Almenara, Araçuaí, Araxá, Belo Horizonte, Caratinga, Diamantina, Governador Valadares, Ipatinga, Manhuaçu, Patos de Minas, Patrocínio, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Teófilo Otoni, Uberlândia, Varginha e Viçosa. Em Ipatinga, por determinação da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) quanto ao Aeroporto Regional do Vale do Aço, os voos estão suspensos no momento.

Os voos do projeto são realizados em aeronaves Cessna Grand Caravan 208 B, que transportam até nove passageiros. O valor das passagens varia de R$ 120 a R$ 820, de acordo com a distância percorrida.

O projeto busca fomentar os negócios locais, desenvolver o turismo, integrar as diversas regiões do estado e facilitar o deslocamento da população entre o interior e a capital, Belo Horizonte, permitindo que tenham acesso rápido a eventos e serviços disponíveis. Para Minas Gerais, que possui uma área total de quase 600 mil quilômetros quadrados, o investimento na regionalização por meio do transporte aéreo é estratégico para atender a meta de redução das desigualdades nos 17 territórios de desenvolvimento.

As passagens podem ser obtidas pelo site do projeto, www.voeminasgerais.com.br, ou pelo telefone (31) 3207-8888.

Dois anos de operação

Em agosto de 2018, o Voe Minas Gerais completou dois anos de operação. Nesse período, cerca de 23 mil passageiros foram transportados em 6.535 voos realizados. A taxa média de ocupação dos voos atingiu percentual acima de 60%, com receita da venda de passagens totalizando R$ 7,5 milhões. O subsídio por passageiro tem apresentado constante diminuição no decorrer do projeto, tendo chegado em julho em R$ 119,31 por passagem.

A iniciativa foi lançada em 17 de agosto de 2016, com o objetivo de fomentar o transporte aéreo regional, estimular os negócios e o turismo, aproveitando a infraestrutura aeroportuária pública já disponível no Estado.



Voltar

Em função do feriado de Carnaval, em março/2019, o Terminal Rodoviário Governador Israel Pinheiro (Tergip), em Belo Horizonte, realizou 103.176 embarques e 88.055 desembarques. Ao todo, 191.231 usuários passaram pelo Tergip no período de seis dias que compreendeu o feriado deste ano (de 1/3 a 6/3) – número 3,54% maior que as 184.687 pessoas registradas no ano de 2018.

Os dias 1/3 (sexta-feira), 2/3 (sábado) e 6/3 (quarta-feira) foram os mais movimentados para o embarque de passageiros, com aproximadamente 69 mil pessoas. Já os dias com maior número de desembarques foram 2/3 (sábado), 6/3 (quarta-feira) e 1/3 (sexta-feira), totalizando mais de 60,5 mil pessoas.

Os 103.176 embarques deste ano correspondem a um volume 5,16% maior que o registrado em 2018 (98.106 embarques). Já os 88.055 desembarques de 2019 representam um percentual de 1,7% a mais que o registrado em 2018 (86.581 desembarques). Nos dois anos, o período do feriado de Carnaval correspondeu a seis dias no balanço do Tergip. Clique aqui e confira a tabela com os números de embarques, desembarques, chegadas e partidas de 2017,  2018 e 2019.

Para garantir a viagem de todos os usuários que procuraram os guichês das viações, foram suplementados 959 ônibus extras, sendo sexta-feira (1/3), quarta-feira (6/3) e terça-feira (5/3) os dias mais requisitados e com maiores números de ônibus extras.

Os destinos mais procurados saindo do Tergip este ano foram: Guarapari, Marataízes, Anchieta, Serra, Vitória, Cabo Frio, Angra dos Reis, Rio de Janeiro, Porto Seguro, Prado, São Paulo, Campinas, Brasília, São João del-Rei, Ouro Preto, Conselheiro Lafaiete, Juiz de Fora, Governador Valadares, Divinópolis, Ipatinga, Poços de Caldas, Passos, Itabira, Nacip Raydan e São João Evangelista.



Voltar

Marcas podem fazer parte de estandes coletivos no maior salão de negócios do setor no Brasil; inciativa busca fomentar o desenvolvimento dos pequenos produtores

O Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), oferece mais uma vez aos produtores mineiros de moda a oportunidade de participar do Minas Trend, o maior salão de negócios do setor no Brasil. Empresas de todas as regiões do estado que atuem no setor de vestuário, calçados ou acessórios podem se inscrever no 6º Prêmio Empresa Tendência. Os selecionados na primeira etapa irão expor seus produtos em espaços coletivos inteiramente montados pela Codemge na 24ª edição do Minas Trend, de 9 a 12 de abril de 2019, no Expominas Belo Horizonte.

Na ocasião, as marcas irão apresentar as tendências para a primavera/verão de 2020. Na segunda etapa, entre as empresas já premiadas com a participação no estande coletivo, será selecionado um destaque em cada uma das áreas (vestuário, bolsas/calçados e joias/bijuterias). Os vencedores serão premiados com a cessão e montagem completa de um estande individual para a 25ª Edição do Minas Trend, que acontece em outubro deste ano. As inscrições vão de 28 de fevereiro a 15 de março de 2019, e podem ser feitas clicando aqui. Acesse também o regulamento.

A seleção será feita em etapa única por uma equipe curatorial formada por reconhecidos profissionais do setor, que irão analisar os seguintes critérios: originalidade e inovação, adequação dos produtos ao público alvo, capacidade de produção da empresa, potencial de interesse mercadológico e métodos de marketing e comunicação digital (qualidade do site e das redes sociais da marca).

Podem se inscrever empresas mineiras, que sejam pessoa jurídica ou microempreendedores individuais (MEIs). A participação é aberta também a empresas que já se inscreveram ou participaram dos estandes coletivos da Codemge em outras edições, exceto as anteriormente premiadas com estandes individuais.

A inciativa tem o objetivo de fomentar o desenvolvimento dos pequenos produtores da indústria da moda. O Minas Trend atrai compradores renomados do País e do exterior e cria oportunidade para que marcas locais exibam e comercializem seus produtos num espaço privilegiado de projeção e consolidação.

Minas de Todas as Artes e o setor da moda

O Minas Trend é realizado pela Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), com parceria da Codemge. Em 2017, a empresa assinou um convênio com a Fiemg no valor de R$ 3.677.500,00 para garantir a realização de quatro edições do evento em 2017, 2018 e 2019.

O apoio da Codemge ao Minas Trend integra as ações do Minas de Todas as Artes — Programa de Incentivo à Indústria Criativa. A iniciativa estratégica busca fomentar o desenvolvimento de novos negócios que gerem empregos, renda e riquezas para o estado. Até o momento, mais de R$ 50 milhões foram investidos em iniciativas de valorização dos setores de moda, gastronomia, audiovisual, design, música e novas mídias.

A Indústria Criativa constitui a cadeia produtiva composta pelos ciclos de criação, produção e distribuição de bens e serviços que usam criatividade e capital intelectual como insumos primários. A cadeia produtiva da moda oferece importante contribuição à economia do estado. Em 2013, gerou riquezas no valor de R$ 3,3 bilhões. Os dados são de uma pesquisa encomendada pela Companhia à Fundação João Pinheiro. O estudo revelou que, em 2014, os empregos do setor corresponderam a 15,2% da indústria de transformação, e a moda impulsionou a economia de 135 municípios de Minas, onde o setor tem peso maior na produção industrial do que em relação à média do estado.



Voltar

Para este feriado de Carnaval, o Terminal Rodoviário Governador Israel Pinheiro (Tergip) trabalha com a expectativa de aumento do público em cerca de 4,84% em relação a 2018. A previsão é de que quase 194 mil pessoas transitem pela Rodoviária no período de seis dias que compreendem o recesso deste ano (de 01/03 a 06/03/2019). Estima-se que mais de quatro mil partidas e de quatro mil chegadas sejam realizadas no Terminal e que mais de 103 mil passageiros deixem a capital mineira, durante esse período.

Os dias de maior movimento para os embarques são, respectivamente, sexta-feira (01/03), sábado (02/03) e quarta-feira (06/03), totalizando quase 68 mil embarques. Para os desembarques, os dias de maior movimento são, respectivamente, quarta-feira (06/03), sábado (02/03) e sexta (01/03), com aproximadamente 61 mil passageiros.

Clique aqui e veja os dados dos anos anteriores e a previsão para este ano.

Os destinos mais procurados saindo do Tergip são as cidades de: Guarapari, Marataízes, Anchieta, Serra e Vitória, todas no Espírito Santo; Cabo Frio, Angra dos Reis e Rio de Janeiro capital, todas no estado do Rio de Janeiro; Porto Seguro e Prado, na Bahia; São Paulo capital e Campinas, no estado de São Paulo; e Brasília, no Distrito Federal.

Já as cidades mineiras mais procuradas são: São João del-Rei, Ouro Preto, Conselheiro Lafaiete, Juiz de Fora, Governador Valadares, Divinópolis, Ipatinga, Poços de Caldas, Passos, Itabira, Nacip Raydan e São João Evangelista.

Para organizar o fluxo de trânsito dentro do Terminal e orientar os motoristas, a entrada da Rodoviária estará sinalizada com faixa, cones e pintura no chão. Quem for buscar passageiros de carro deverá utilizar as plataformas A, B, C, D. Já quem vai deixar passageiros deve-se dirigir às plataformas E, F, G, H. É importante salientar que é proibido o acesso de táxi vazio à plataforma superior.

O Tergip conta também com uma central de monitoramento por CFTV com mais de 200 câmeras que registram o que acontece em seus espaços. Além do aumento da segurança, essa central irá auxiliar a fiscalização de trânsito. Os agentes de trânsito que atuarão nas áreas internas da Rodoviária poderão aplicar multas aos motoristas infratores.

A administração do Tergip recomenda a todos os viajantes que irão embarcar durante o período do Carnaval a chegarem à Rodoviária com, pelo menos, uma hora de antecedência. Essa margem de segurança proporciona mais conforto e tranquilidade aos passageiros e funcionários do Terminal, que abrigará grande fluxo de pessoas reunidas pela data.

Outras informações e orientações aos passageiros estão disponíveis na seção do Terminal Rodoviário, no site da Codemge.



Voltar

O Estado de Minas Gerais protagoniza a implantação do primeiro laboratório-fábrica de ímãs de terras-raras no Brasil. A instalação do LabFabITR avança no município de Lagoa Santa, Região Metropolitana de Belo Horizonte. A Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), com o suporte da Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep), está realizando a aquisição dos equipamentos necessários ao empreendimento, incluindo gaussímetro, fluxímetro, esquadro de precisão, paquímetros, micrômetros, rugosímetro, relógio comparador, bancadas modulares, e transferidor. A licitação nº 755479, na modalidade pregão eletrônico (nº 03/2019), tipo menor preço, foi agendada pela Fundep para o próximo dia 27/02, às 10h.

Clique aqui para ter acesso ao edital. A publicação do extrato do pregão 03/2019, feita pela Fundep no Diário Oficial do Estado, está disponível aqui. Os pedidos de esclarecimento podem ser enviados por e-mail para o endereço licitacao@fundep.ufmg.br.

O empreendimento representará um avanço na agregação de valor às reservas de terras-raras existentes no estado e um passo decisivo para o fomento de toda cadeia produtiva de motores e geradores elétricos de alta eficiência. Além disso, apoiará as empresas no desenvolvimento de soluções com ímãs de terras-raras e na produção de protótipos e pequenas séries.

O projeto será implantado em um terreno de propriedade da Companhia, com área de 9.645 m². A obra civil teve início em dezembro de 2017 e tem previsão de conclusão no primeiro semestre de 2019; já o start-up da planta está planejado para outubro de 2019.

O investimento da Codemge em obra civil e bens de capital é de aproximadamente R$100 milhões. O laboratório-fábrica foi projetado para iniciar com capacidade anual de 23 toneladas, devendo alcançar a marca de 100 toneladas/ano de ímãs em até 10 anos de operação.

Parceiros do Projeto

Iniciativa do Governo de Minas Gerais e da Codemge, o projeto pioneiro conta com o apoio da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), do Centro de Desenvolvimento de Tecnologia Nuclear (CDTN) e da Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi), e Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM), que integram os parceiros na fase de implantação e operacionalização do LabFabITR.



Voltar

Conforme NOTAM nº F0292/19, publicado no site do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DCEA), por determinação da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), às 17h37 do dia 19 de fevereiro de 2019, e com validade até às 20h59 de 20 de maio de 2019, a pista do Aeroporto de Ipatinga foi fechada para pousos e decolagens de aviões. Em face do fechamento da pista, informamos que os voos da rota de Ipatinga no Voe Minas Gerais, Projeto de Integração Regional – Modal Aéreo, foram cancelados até a reabertura do aeródromo.

Para os passageiros que compraram passagens para hoje, 20 de fevereiro de 2019, o projeto está providenciando formas de transporte alternativas para prestar o atendimento, com parte do trajeto sendo realizada por via terrestre e parte aérea, a partir de outras cidades participantes do Voe Minas Gerais e que são próximas à Ipatinga. Para as pessoas que adquiriram passagens de voos após o dia 20 de fevereiro de 2019, a Companhia está entrando em contato para notificar do cancelamento e reembolsando o valor da passagem.

Em caso de dúvidas ou para outras informações, os passageiros podem acionar o projeto por meio de telefone, (31) 3207-8888, ou pelo e-mail contato@voeminasgerais.com.br.



Voltar