ÁREAS DE ATUAÇÃO

Codemge abre processo licitatório para gestão da Vila do Artesanato de Araxá

10 de dezembro de 2018

Licitação está agendada para 20/12; com mais de 6 mil metros quadrados, novo espaço busca fomentar artesanato e turismo na região

O Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), realiza, no próximo dia 20/12, licitação para a gestão da Vila do Artesanato, em Araxá, no Território Triângulo Sul. Próxima ao Grande Hotel de Araxá, principal patrimônio turístico da cidade, a Vila irá reunir artesãos de diversas especialidades regionais, como tecelagem, escultura, bordados e alimentos. São mais de 6 mil m² de área, que incluem, além dos boxes para os expositores, lojas e um empório, praça de food trucks, anfiteatro, espaços de convivência e jardins e um centro de informações ao visitante. Leia o edital na íntegra aqui.

A vencedora da licitação será responsável seleção e contratação dos expositores e pelo planejamento, execução e acompanhamento das atividades da Vila do Artesanato. Podem participar empresas, isoladamente ou em consórcio, que estejam em situação regular, comprovem experiência no ramo de gestão comercial e atendam aos demais requisitos. O critério de julgamento será o de maior oferta, conforme explicitado no edital.

No dia 20/12, quinta, às 10h, os representantes das empresas ou consórcios devem comparecer à sede da Codemge (Rua Manaus, 467, Santa Efigêni, Belo Horizonte), para apresentar suas propostas.

Artesanato e desenvolvimento

A Vila do Artesanato pretende fomentar e fortalecer a produção e comercialização do artesanato de Araxá, e assim alavancar seu reconhecimento e participação na economia e turismo da região. A principal dificuldade do artesão é escoar a produção; dessa forma, a Vila do Artesanato responde a uma importante demanda, a abertura de canais adequados de comercialização. Em conformidade com a política pública do Governo do Estado de Minas Gerais de ampliar a participação da indústria criativa na matriz econômica do Estado, a Codemge vê na Vila do Artesanato um local estratégico para apoiar a promoção e venda dos produtos do artesão mineiro de maneira permanente.

Além do comércio do artesanato, o novo equipamento também promete dinamizar o turismo em Araxá. O novo espaço, plenamente articulado com a identidade cultural da região, vai representar uma importante melhoria nas condições de trabalho dos artesãos e no atendimento aos turistas e clientes.

Existem em Minas Gerais cerca de 300 mil artesãos, e a cadeia produtiva da atividade movimenta anualmente cerca de R$ 2,2 bilhões para a economia do Estado. O artesanato mineiro é importante patrimônio, ocupando papel central para a formação da identidade e diversidade cultural de Minas Gerais e gerando renda e desenvolvimento socioeconômico para os mineiros.

A região de Araxá é celebrada por sua riqueza de saberes artesanais, que incluem tecelagem, selaria, ferraria, bordados em técnicas diversas, e ainda saberes gastronômicos, como a produção de queijo Canastra e doces típicos, entre outras manifestações.

Indústria Criativa

O fomento da Codemge ao artesanato faz parte de um contexto maior, de investimentos sistemáticos na Indústria Criativa – a cadeia produtiva composta pelos ciclos de criação, produção e distribuição de bens e serviços que usam criatividade e capital intelectual como insumos primários. A iniciativa inédita e estratégica busca fomentar o desenvolvimento de novos negócios que gerem empregos, renda e riquezas para o Estado. Entre 2015 e 2018, foram investidos mais de R$ 90 milhões em editais de fomento e fortalecimento, eventos e infraestrutura para a valorização de setores como gastronomia, audiovisual, design, moda, música e novas mídias.